Periodontia

periodontite

 

A raspagem periodontal é um tratamento para controlar ou evitar algumas doenças periodontais que acometem gengivas, dentes e ossos que surgem sem não houver os cuidados adequados com a higiene oral. Ela tem o objetivo de retirar a placa bacteriana e tártaro que se forma na superfície dentária na linha da gengiva e eventualmente na raiz dentária, dentro da gengiva.

A atividade bacteriana libera toxinas que inflamam a gengiva e causa vermelhidão e sangramento. Se não houver o controle inicial, a gengiva adquire forma de bolsas (chamadas bolsas periodontais) e abre espaço para formação de placa bacteriana e tártaro na raiz dentária. É nesse momento que a raspagem periodontal desse material se faz necessária para evitar problemas mais graves, como o amolecimento e a queda do dente.

 

Saiba mais sobre doença periodontal.

 

A raspagem periodontal e o alisamento do dente e da raiz retira o material que causa a atividade bacteriana, dando a possibilidade de a gengiva cicatrizar e voltar a sua posição normal. Ela é feita manualmente com o auxilio de instrumentos específicos ou com vibração ultrassônica. Na maioria dos casos, o procedimento é realizado com anestesia local para evitar dores e incômodos ao paciente que já está com sensibilidade e inflamação gengival. Normalmente são necessárias de duas a quatro sessões para remoção completa. Tudo vai depende do estágio da doença.

Após o tratamento, o paciente é orientado a cuidar da higiene oral para evitar o ressurgimento da doença.

Esse tratamento é fundamental para evitar problemas, não só nos dentes e gengiva, mas para a saúde do paciente em geral.

Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

(11) 3262-4750

[email protected]

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

 

 

 

 

Palavras-chave: raspagem periodontal, tratamento, doenças periodontais, gengivas, dentes, higiene oral, placa bacteriana, tártaro, dentária, raiz dentária.

 

fratura de raiz

Raiz fraturada em um dente com tratamento de canal

 

Um dente com a raiz fraturada pode ser recuperado em alguns casos, mas na maioria das vezes precisa ser extraído e o ideal é que ele seja substituído o quando antes por implante dentário. A fratura pode acontecer por causa de um acidente, queda, mastigação de alimento ou objeto duro e fragilidade pós-tratamento de canal e é facilmente detectável em um exame radiológico como a radiografia e a tomografia computadorizada (ambas disponíveis na Clínica ImplArt).

A substituição do dente extraído por implante dentário é a conduta adequada para evitar o surgimento de alguns problemas no futuro, como a perda de volume ósseo e o desalinhamento dos dentes vizinhos. A reabsorção óssea é uma reação que o organismo inicia quando um ou mais dentes são perdidos e não são imediatamente substituídos. Ele entende que o osso não tem mais função e consome gradualmente parte do volume. A perda óssea causa um desequilíbrio e os dentes vizinhos podem ficar tortos, e o remodelamento pode dificultar outros tratamentos odontológicos no futuro.

A instalação do implante dentário assim que o dente é extraído é uma solução muito eficiente, já que a reabsorção óssea não ocorre porque o organismo entende que o osso ainda tem uma função de suporte.

Aqui na Clínica ImplArt, a cirurgia de implante dentário pode ser planejada assim que o dente for extraído, e alguns casos, a prótese poderá ser colocada em até 1 mês, graça à tecnologia dos implantes Straumann Slactive que acelera e estimula a cicatrização e a osseointegração. O planejamento e a confecção da prótese também são rápidos, porque possuímos um laboratório de prótese próprio.

Os implantes dentários ainda são a melhor solução para devolver a função e a estética. O paciente volta a comer, falar e sorrir com mais segurança e um sorriso mais bonito.

 

Conheça a Clínica ImplArt

Dirigida pelo Dr. Roberto Markarian, mestre especialista em Implantes Dentários, a Clínica ImplArt Odontologia possui estrutura diferenciada que conta com o moderno Sistema Cerec 3D, um laboratório de prótese próprio, um centro radiológico próprio e equipe formada pelas principais especialidades odontológicas.Para o paciente isso representa qualidade e agilidade nos tratamentos, porque ele realiza tudo que precisa em um único endereço.

Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

(11) 3262-4750

[email protected]

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

 

 

 

Palavras-chave: raiz fraturada, extração dentária, substituição por implante, dente, tratamento de canal, implante dentário, radiografia, tomografia computadorizada, reabsorção óssea, solução, implantes Straumann Slactive, osseointegração, laboratório de prótese próprio, sorriso mais bonito, especialista em Implantes Dentários, Odontologia, Sistema Cerec 3D.

periodontite

 

A doença periodontal normalmente surge a partir do acúmulo de placa bacteriana na superfície dental próxima a gengiva. Como o próprio nome já diz, nessa placa há a presença de bactérias e esses micro-organismos infectam e causam inflamação nas gengivas. Em casos avançados, podem deteriorar as estruturas que sustentam os dentes, causando a mobilidade e até mesmo a queda. A doença periodontal é a principal causa de perda dentária em adultos, com exceção de acidentes.

O primeiro estágio da doença periodontal é a gengivite, que é quando a gengiva fica inflamada, vermelha ou arroxeada e sangra com facilidade em um ou vários pontos. Se a gengivite não for adequadamente tratada, o quadro evolui para periodontite, que é quando já há comprometimento no osso e nos ligamentos que sustentam os dentes.

O acúmulo de placa bacteriana ocorre principalmente por higienização oral precária, mal executada ou dificultada pelo formato dos dentes (dentes tortos ou muito juntos) e grandes períodos sem visitas ao consultório odontológico a com a finalidade de realizar tratamentos preventivos.

Alem da placa bacteriana, outras doenças, a má qualidade de vida e maus hábitos podem facilitar o quadro de doenças periodontais. São os casos de portadores de diabetes, pessoas com variações hormonais (como por exemplo, o período da gravidez e da menopausa), pessoas imunodeficientes,estresse, bruxismo e o hábito de fumar.

 

Saiba mais sobre periodontia

 

Observe seus dentes e gengivas

Algumas condições podem ser sinais de doença periodontal:

  • Placa bacteriana e tártaro aderidos aos dentes, principalmente na linha entre gengiva e dentes. A placa bacteriana é incolor e viscosa. O tártaro é quando a placa acumulada se calcifica e é de cor amarelada ou esbranquiçada;
  • Gengiva inchada, avermelhada, que sangra com facilidade (na escovação, com o uso do fio dental ou involuntariamente);
  • Gengiva retraída, flácida ou separada do dente;
  • Alterações na posição ou mobilidade dos dentes;
  • Mau hálito.

Mesmo se você não observar estes sinais, a visita regular ao dentista não deve ser abandonada, porque o olhar profissional pode identificar problemas a tempo de tratá-los.

 

Como evitar a doença periodontal?

  • Mantenha higiene oral adequada e regular. Dedique mais tempo na escovação. Não esqueça da parte interna (as pessoas tendem a não escovar direito as áreas menos visíveis dos dentes e são justamente nessas áreas que a placa bacteriana e o tártaro podem acumular);
  • Visite o dentista regularmente para limpeza profissional profilática (raspagem da placa bacteriana e alisamento da superfície dentaria);
  • Evite o consumo excessivo de açúcar (as bactérias presentes na placa bacteriana se alimentam desses açucares).

Cuidados preventivos são muito importantes. Eles evitam problemas no futuro, muitas vezes irreversíveis, e podem representar economia de tempo e dinheiro para você.

 

(11) 3262-4750

[email protected]

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

 

 

 

Palavras-chaves: doenca periodontal, placa bacteriana, gengiva, dentes, gengivite, periodontite, higiene oral, bruxismo, escovacao, tartaro, mau halito, gengiva retraida, limpeza profissional. 

O tratamento e acompanhamento das doenças periodontais são feitos pelo dentista especialista em periodontologia. A forma de tratamento se diferencia de acordo com o estágio da doença, ou seja, se ela está em fase inicial (gengivite, acúmulo de placa bacteriana e tártaro) ou avançada (mobilidade dentária e bolsas periodontais).

 

Tratamento da doença periodontal em estágio inicial

O tratamento consiste em uma limpeza profissional com raspagem e remoção da placa bacteriana, do tártaro acumulado nos dentes e na borda das gengivas. Também é feito o alisamento da raiz.  O paciente é orientado a manter higiene oral doméstica adequada.

Com esses cuidados, espera-se que em poucos dias as gengivas retomem tamanho e aspecto normais e que os sangramentos cessem.

 

Tratamento da doença periodontal estágio avançado (periodontite)

Neste estágio o osso e gengiva perdidos não poderão ser recuperados, mesmo com enxertos e o tratamento visa estabilizar a doença no estágio em que está, identificando e tratando fatores que causam a doença como hábitos, doenças sistêmicas e fatores orais.

 

Tratamento Clínico da Doença Periodontal Avançada

Limpeza profissional e alisamento radicular, com raspagem e remoção da placa bacteriana, tártaro e cálculos acumulados nos dentes e no interior das bolsas periodontais. O procedimento é feito com anestesia local para evitar desconfortos ao paciente. 

 

Tratamento Cirúrgico da Doença Periodontal Avançada

Em alguns casos pode ser necessária realizar uma cirurgia periodontal, ou seja, abertura da gengiva para limpeza no nível radicular. O paciente recebe prescrição de antibiótico, anti-inflamatório e se necessário, analgésico.

A recuperação das gengivas pode ser um pouco mais lenta, mas com os cuidados diários do paciente em relação à higiene oral e com a medicação, espera-se que ocorra a cicatrização e o fechamento das bolsas para que e a doença não retorne. Se as bolsas não fecharem durante a terapia, há ainda o recurso cirúrgico para fecha-las, mas essa decisão só é tomada depois de todas as tentativas de resolução clínica.

 

Substituição de dentes com doença periodontal por implantes dentários

Já em casos onde a perda óssea e a mobilidade do dente são severas, a recomendação quase sempre é a extração dentária e a substituição por implante dentário e prótese (que pode ser unitário ou múltiplo). Quando a perda do dente é inevitável, é recomendada a reposição o quanto antes para paralisar a reabsorção óssea (desde que a infecção por doença periodontal esteja controlada). Se osso não for suficiente para receber o implante, o tratamento pode ser iniciado com enxerto ósseo para reconstrução da estrutura.

Se a doença periodontal causou grande retração gengival, que deixou o dente longo e expos sua raiz, é possível tentar fazer enxerto de tecido mole para recobertura da raiz e reajustar o contorno gengival, porém trata-se de um procedimento com baixas taxas de sucesso.

 

Saiba mais sobre doença periodontal

 

Pós-tratamento

Todo paciente que passa pela doença periodontal deve manter visitas regulares ao consultório odontológico por toda a vida, a fim de evitar o retorno da doença.

Além do tratamento no consultório odontológico, é preciso que o paciente tome algumas medidas que vão ajudar a evitar o reaparecimento da doença:

  • Seja cuidadoso com a higiene oral - dedique mais tempo na escovação e use fio dental diariamente;
  • Abandone o vício do cigarro (se for o caso) - o hábito de fumar contribui para o avanço e complicações das doenças periodontais;
  • Controle a diabetes (se for o caso);
  • Mude seu estilo de vida - evite o estresse e aborrecimentos, eles podem diminuir a defesa do organismo contra infecções.

 

A Clínica ImplArt possui equipe especializada no diagnóstico e tratamento das doenças periodontais. Venha nos fazer uma visita e conheça nossa estrutura.

(11) 3262-4750

[email protected]

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

 

 

 

 

 

Palavras-Chave: tratamento, periodontite, doenca periodontal, dentista, periodontia, periodontista, gengivite, placa bacteriana, tartaro, mobilidade dentaria, bolsas periodontais, higiene oral, extracao dentaria, implante dentario, retracao gengival, consultorio odontologico. 

Um dos sinais de que há doença periodontal ativa, principalmente em estágio avançado, é a mobilidade do(s) dente(s). Isso porque a doença periodontal, geralmente causada por acumulo de placa bacteriana próxima à gengiva, deteriora aos poucos os tecidos que sustentam os dentes.

A fase inicial da doença periodontal é a gengivite. Os microrganismos presentes na placa bacteriana atingem a gengiva e causam inflamação. Quando a gengivite não é tratada, a gengiva se torna flácida e pode se afastar dos dentes, abrindo espaço para que as bactérias se proliferem dentro dela e acometam até mesmo o osso. Isso é chamado de bolsa periodontal.  Mesmo para esses casos há soluções, mas se não houver tratamento adequado a tempo, as estruturas de sustentação dos dentes são seriamente comprometidas e eles podem ficar moles e até mesmo cair. Esse estágio se chama periodontite.

Quando há a suspeita de periodontite, o dentista pode fazer o diagnóstico com a colocação de uma sonda exploradora no sulco gengival (exame clínico) para medir a profundidade da bolsa periodontal e solicitar exames de imagem, como a radiografia panorâmica, para avaliar a perda óssea em torno do(s) dente(s). 

 

placa bacteriana e tartaro

Placa bacteriana, tártaro e retração gengival

 

gengivite

Gengivite

 

mobilidade dentária

Periodontite avançada com mobilidade dentária

 

 

Mas isso não ocorre da noite para o dia. O tempo entre estágio inicial de gengivite e periodontite avançada é demorado e indolor. Portanto, não descuide da saúde da sua boca. As principais medidas que você pode tomar para evitar as doenças periodontais são:

  • Higiene bucal adequada - escove seus dentes, gengivas e língua com movimentos suaves, por um tempo maior. Escove as áreas pouco visíveis (parte interna e posterior) com a mesma dedicação que você escova as áreas mais visíveis. Use fio dental diariamente. Essas são a principal forma de evitar o acúmulo de placa bacteriana e tártaro.

  • Visite regularmente o dentista - o profissional dentista tem olho clinico para identificar a periodontite em fase inicial e assim reestabelecer a saúde da sua boca a tempo. Além disso, ele faz uma limpeza profilática que controla a placa bacteriana.

 

Saiba mais sobre doença periodontal

 

A prevenção nesses casos lhe pouparão de problemas no futuro, como a desagradável experiência de perder os dentes e ficar com seu sorriso, saúde e bem estar comprometidos.

A equipe da Clínica ImplArt é especializada em identificar e tratar doenças periodontais. Agende agora mesmo uma consulta e conheça a nossa estrutura.

(11) 3262-4750

[email protected]

Fale Conosco

WhatsApp: (11) 99598-1866

Skype: clinica_implart

Facebook: ImplanteDentarioClinicaImplArt

Twitter: @implart

Instagram: ClinicaImplart

 

 

 

Palavras-Chave: dentes amolecidos, doenca periodontal periodontite, placa bacteriana, tartaro, sonda exploradora, radiografia panoramica, doencas periodontais, perder os dentes, dentista, limpeza profilatica, higiene bucal, dentes, gengivas, gengivite, bolsa periodontal. 

Subcategorias

IMPLANTE DENTAL FB

 

 

 

Estética Dental

Implante Dentário